Garopaba

A cidade recebe aproximadamente 140 mil turistas no verão, a maioria em busca de suas belas praias. Entre suas oito praias pode-se destacar a Ferrugem, Siriú e a Gamboa, cercada pela Mata Atlântica, onde pode-se observar as baleias francas, e possui também o maior sambaqui do mundo. As praias são ótimas para a prática do surfe, trazendo surfistas do Brasil inteiro para desfrutarem de suas ondas.


A cidade recebe aproximadamente 140 mil turistas no verão, a maioria em busca de suas belas praias. Entre suas oito praias pode-se destacar a Ferrugem, Siriú e a Gamboa, cercada pela Mata Atlântica, onde pode-se observar as baleias francas, e possui também o maior sambaqui do mundo. As praias são ótimas para a prática do surfe, trazendo surfistas do Brasil inteiro para desfrutarem de suas ondas.

No turismo religioso pode-se destacar a Gruta Nossa Senhora de Lourdes e a Igreja Matriz de São Joaquim, com característico estilo arquitetônico açoriano. No mês de junho sempre acontece a Quermesse de Garopaba promovida pela Igreja São Joaquim. A festa é realizada na praça central e resgata tradições da cidade além de shows regionais e nacionais.

Localização

Localiza-se a uma latitude 28°01'24" sul e a uma longitude 48°36'48" oeste, estando a uma altitude de 18 metros. Fica a cerca de 90 quilômetros ao sul de Florianópolis, 410 km ao norte de Porto Alegre, 380 km ao sul de Curitiba, 800 km ao sul de São Paulo e 1.200 km ao sul do Rio de Janeiro, 1.470 km ao norte de Buenos Aires (Argentina) e 1.360 km ao norte de Montevidéu (Uruguai). Sua população estimada em 2009 era de 18.399 habitantes.

Economia

As principais atividades econômicas do município são o turismo, a construção civil, a pesca artesanal (principalmente, a pesca da tainha e da anchova) e a agricultura de subsistência. Evidencia-se, também, a pecuária e o comércio. Além de indústrias de confecções, sendo a mais importante a Mormaii.

História

Foram os índios Carijós os primeiros habitantes, que se tem conhecimento, da região. Em 1525, o espanhol Dom Rodrigo de Acuña, aportou o Galeão San Gabriel na Baia de Garopaba para fugir de um temporal. No ano 1666 surgiu o primeiro povoado, formado por açorianos enviados pelo Império Português, procedentes a maioria da 3ª Ilha dos Açores. Em 1793, foi criada a Armação de São Joaquim de Garopaba. No ano de 1830 é levada à Freguesia. A Paróquia foi criada por decreto do Governo Imperial, porém sua instalação oficial ocorreu no ano de 1846. Em 1890, com trabalho de mobilização da Freguesia, Garopaba é elevada a Vila, com decreto do Governador Lauro Severino Muller. No dia 08 de Abril do mesmo ano, o Governador nomeia os membros do Conselho da Intendência que dirigira o Município. A instalação só ocorreu no dia 07 de Junho de 1890. A guarda Municipal é criada em 1896. Garopaba foi denominada município somente em 19 de dezembro de 1961, quando deixou de ser Distrito de Palhoça.